Conclusão do Sermão: Como Finalizar uma Pregação de Forma correta

conclusão do sermão-como fazer

A Conclusão do Sermão é uma parte muito importante do esboço, por isso, aprenderemos nesse artigo, como Finalizar uma Pregação de Forma correta.

“Um sermão não precisa ser interminável para ter valores eternos. (…) Alguns pastores não sabem parar quando, na realidade, já terminaram. Eles não são capazes de colocar o último vagão do trem no seu devido lugar”.

Conclusão do Sermão

Depois de ouvir por uns 30 a 40 minutos o sermão naquele domingo, uma piedosa irmã quase entrou em crise, diante da crise que se tornou visível no púlpito: o pregador, falando em círculos intermináveis, não conseguia encontrar o caminho para concluir sua mensagem.

Mais tarde aquela irmã declarou:

“Eu orei pedindo a Deus que tivesse misericórdia do pregador e o ajudasse a terminar o sermão”.

A terrível realidade é que a irmã estava cansada de tantas voltas do pregador.

Ele mais parecia um avião, perdido, precisando encerrar a viagem, mas sem encontrar teto para a aterrissagem.

A conclusão do sermão precisa ser concisa e precisa para que o propósito da mensagem seja alcançado.

Elaborar a conclusão não deve ser a última tarefa no preparo do esboço do sermão.

Você trabalhou desde a escolha do texto, sua ICT e demais passos até a aplicação.

Agora, chegou o momento de planejar o término do seu sermão.

Saber terminar no momento certo é uma das grandes habilidades que o pregador deve desenvolver.

Lutero foi categórico ao afirmar:

“Um bom pregador deve saber parar”.

Mas há pregadores que desperdiçam tantas palavras, ficam tão perdidos, a ponto de despertar a compaixão dos ouvintes.

Para que o sermão tenha um final feliz, o pregador precisa ter em mente alguns cuidados, conhecer os principais tipos de conclusão e saber parar quando realmente terminou.

Cuidados ao Elaborar a Conclusão do Sermão

Apele sem apelação na Conclusão do Sermão

O apelo é um convite, dando ao ouvinte a oportunidade de assumir um compromisso diante das verdades apresentadas no sermão.

Apelo não é apelação, deve ser feito de modo claro e direto, porém com elegância e sem grosseria.

Não adianta querer forçar as pessoas a fazer uma decisão, mas, o que devemos é cumprir o papel de porta vozes, pregar com amor, simplicidade e vida, na unção do Senhor, deixando que o Espírito Santo trabalhe em cada coração.

Seja objetivo na Conclusão do Sermão

Divagações devem ser evitadas em qualquer parte do sermão e muito mais no seu final.

Na conclusão o propósito específico é alcançado, quando o ouvinte é persuadido a mudanças comportamentais e firma novos propósitos diante da mensagem pregada.

Considere a unidade ao fazer a Conclusão do Sermão

A boa mensagem tem começo, meio e fim.

Não basta ter boa introdução e bom conteúdo, mas, que todas as partes estejam diretamente relacionadas à tese do sermão.

Alguns pregadores elaboram a conclusão de tal modo que parece um outro sermão.

Na conclusão do sermão não se deve apresentar matéria nova.

Tudo quanto devia ter sido apresentado já foi colocado diante dos ouvintes, chegando o momento de terminar o discurso sem delongas.

Pare sem medo

Alguns pregadores insistem em continuar falando quando não têm mais nada a dizer.

Parecem não saber terminar. O material elaborado no esboço já esgotou, mas eles ficam falando em círculos intermináveis.

O pregador assim parece um avião querendo aterrizar, sem encontrar as condições para o pouso.

É válido lembrar que nada agrada mais ao ouvinte que o amém final da mensagem proferido no tempo certo.

Evite o humor na Conclusão do Sermão

Lembre-se que o humor exagerado pode ser prejudicial ao propósito de persuadir o ouvinte a assumir compromisso diante da verdade apresentada.

O humor é importante à comunicação do sermão, mas na conclusão pode ser terrivelmente prejudicial.

Considere o propósito específico

O rumo da conclusão é determinado por ele.

O pregador que elabora a conclusão a partir do propósito específico tem muito mais condições de alcançar seus ouvintes.

Seja breve na Conclusão do Sermão

O pregador sábio é prático e objetivo.

Conclusões longas dificilmente alcançam o propósito.

Quando o sermão foi rico em aplicação, desde o início, há mais condições de concluir com objetividade e síntese.

Trabalhe o apelo

Billy Graham defendeu a validade do apelo evangelístico, afirmando que o evangelho exige decisão e porque ele é encontrado na Bíblia.

O apelo é parte importante da conclusão.

Al Fasol declarou que ele deve ser feito esperando respostas positivas dos ouvintes, dizendo claramente o que deles se deseja, expressando autoridade e mostrando senso de urgência.

Apelos prolixos e insistentes deixam os ouvintes constrangidos.

O desafio é pregar com clareza e objetividade para não precisar alongar a conclusão.

A página Os dez mandamentos do apelo apresenta preceitos que precisam ser conhecidos e seguidos.

Os Dez Mandamentos do Apelo

1 – Não terás outro propósito senão o de levar pessoas aos pés de Jesus.
2 – Não farás para ti imagem de grande pregador, nem alguma semelhança que possa ostentar tua própria glória, seja em teu púlpito, ou em qualquer lugar.
3 – Não tomarás qualquer atitude que não seja confirmada com a mensagem pregada por tua vida.
4 – Lembra-te de que um bom apelo precisa ser expresso com objetividade e clareza para alcançar resposta.
5 – Honra as pessoas que te ouvem, evitando o uso de ameaças, ironias e chacotas.
6 – Não matarás os teus ouvintes de pavor quanto ao destino eterno.
7 – Não adulterarás o convite, barateando a mensagem para conseguir maiores resultados.
8 – Não furtarás o equilíbrio de teu apelo, mas dar-lhe-ás a medida certa de emoção e razão.
9 – Não dirás falso testemunho usando em teu apelo ilustrações enganosas.
10 – Não cobiçarás o papel de converter, que é do Espírito Santo e jamais do pregador.

Não pregue uma nova mensagem

Conforme lembrado anteriormente, na conclusão não há lugar para matéria nova.

Tudo quanto o pregador planejou dizer já deve ter sido comunicado ao longo da mensagem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima